Tags

Salam!

Os primeiros cinco à sete anos são os mais desafiadores de qualquer casamento. É o tempo que o casal gasta se conhecendo melhor e se ajustando aos hábitos um do outro e suas personalidades.

Abaixo estão alguns dos maiores problemas que os casais enfrentam em seus primeiros anos e algumas soluções possíveis.

1. Falta de informação apropriada antes do casamento

Um grande número de problemas são causados simplesmente pelo fato de que este casal e suas famílias não discutiram assuntos cruciais de antemão. Alguns deles incluem:

– se a esposa irá ou não trabalhar fora de casa;
– se o casal aguardará um tempo antes de terem filhos;
– qual cidade e país o casal viverá depois do casamento;
– se o casal viverá com os pais ou se eles terão sua própria casa.

Estes e outros assuntos relevantes precisam ser discutidos e decididos nos estágios iniciais do processo de casamento.

2. Quem está no comando?

Um dos maiores problemas é o cabo-de-guerra entre os conjuges sobre quem está no comando do relacionamento. Isto tem levado à ruína de relacionamentos assim como sentimentos amargurados.

Muitos casais hoje estão se recusando a negociar com moderação quando as diferenças surgem.

Enquanto por uma perspectiva Islâmica é dada ao marido a liderança no casamento, isto não significa que ele comandará a família como uma ditadura.

Deve ser relembrado que Islâmicamente, um lider é aquele que serve, gerencia provê e nutre. Um líder deve também ter humildade.

Um marido exercita o correto tipo de liderança sendo ouvinte e consultor para com sua esposa.

Também, um marido deve serguir as regras do Alcorão e da Sunnah. Então as diferenças de opiniões devem ser resolvidas usando estes recursos, ao invés de se tornar uma fonte de tensões e problemas.

3. A opção do divórcio

Há algum tempo, “divórcio” era a palavra de oito letras mais evitada por casais muçulmanos. Hoje em dia, entre muitos casais muçulmanos, é um dos primeiros recursos utilizados quando os conflitos ocorrem no casamento.

Eles devem buscar a ajuda dos mais velhos, sábios e confiáveis que irão tentar ajudá-los a resolver suas diferenças. Geralmente, eles precisam fazer esforços sinceros para tentar trabalhar as coisas antes do divórcio ser sériamente considerado.

4. Problemas sexuais

Não é realista esperar que o sexo ou problemas relacionados ao sexo, misteriosamente desapareçam uma vez que o casal se case.

Na cultura saturada de sexo do Ocidente, os casais tendem a estabelecer expectativas muito altas em relação ao outro nesta área. Eles também esperam resultados instantâneos.

Na realidade, leva tempo, comprometimento, decepção e investimento para estabelecer um relacionamento sexual no casamento que esteja em sintonia com as necessidades de cada parceiro.

É importante para casais muçulmanos adentrar o casamento com informação apropriada sobre sexo e etiqueta sexual em uma perspectiva Islâmica. Eles precisam saber o que é Halal (permitído) e o que é Haram (proibido). Eles devem também manter em mente que os conjuges nunca devem discutir seu relacionamento sexual com outras pessoas, ao menos que seja para buscar ajuda para um problema específico com a pessoa correta ou figura de autoridade.

Em uma nota similar, é importante para ambos, marido e mulher lembrarem-se de que eles precisam fazer-se fisicamente atraentes um para o outro. Muitos casais levam o casamento como uma desculpa para relaxarem. O casal ou um dos parceiros pode ganhar muito peso, ou pode não se importar tanto com a higiene e sua aparência em geral. O contrário deve ser verdade: os conjuges devem gastar um pouco do seu tempo com isso e dar mais atenção à estas coisas depois do casamento. Nosso amado Profeta recomendou que ambos marido e mulher façam isso, que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele.

5. Familiares

Os primeiros anos do casamento não são apenas um período de ajuste para o casal. É também um período de ajuste com a família um do outro.

Maridos, esposas e família precisam praticar as regras Islâmicas das relações sociais entre si. Isto inclue: evitar o sarcasmo, fofoca, chamar por apelidos ofensivos, e fazer um esforço especial para respeitarem-se como membros de uma família.

Além disto, comparações deve ser evitadas, já que cada indivíduo e cada casal é diferente. Então, esposas não deve ser comparadas com mães e irmãs. Maridos não devem ser comparados a pais e irmãos. Sogros e sogras não devem ser comparados com os pais, etc.

Além disso, deve haver contatos regulares e saudáveis entre os conjuges e os familiares de ambos. Isto pode significar visitarem-se pelo menos uma ou duas vezes por mês ou telefonar se a distância torna difícil a visita.

6. Realismo

Garoto encontra garota. Eles se apaixonam. Eles vivem felizes para sempre.

Este é o mote de vários filmes de Hollywood e Bollywood, onde todo mundo é “perfeito”. A vida real é muito diferente.

Os casais podem entrar em um casamento sonhando com idéias românticas e esperando que seus parceiros sejam o ser humano ideal. Mas todos os humanos tem bons e maus pontos. Os maridos e as esposas devem aprender a se aceitarem, com todos os seus defeitos.

7. Fazer um calendário de atividades e estabelecer rituais

Fazer um calendário de atividades pode parecer como o fim da espontaniedade, mas não é.

Isto permite que vocês estabeleçam seu próprio estilo de vida e rituais como um casal. É especialmente importante se ambos marido e esposa estão indo para a escola ou trabalho. Neste cenário, um calendário de atividades ajuda a estabelecer um tempo para ambos durante o rítmo rápido da semana de trabalho e estudos.

Alguns rituais que os casais podem estabelecer, podem incluir:

– rezar pelo menos uma das orações juntos;
– participarem de círculos de estudo justos, uma vez por semana;
– decidirem um cardápio semanal;
– comer algo especial juntos todo Sábado de manhã;
– separar um dia da semana o qual nenhum trabalho ou estudo será feito em casa;
– separar um dia da semana que ambos marido e mulher limparão a casa juntos;
– separar um tempo para discutirem finanças e orçamento;
– fazer um contato telefônico durante o dia;
– decidir um dia e horario específico uma vez por mês pelo menos para visitar os parentes.

Ao discutir e estabelecer estes hábitos, os casais aprendem como conversar e se sentem responsáveis um pelo outro. Eles também aprendem a tornarem-se um time, ao invés de duas pessoas vivendo vidas separadas.

8. Casamento como uma restrição

Homens muçulmanos que cresceram no Ocidente, podem achar que o casamento seja restritivo. Afinal de contas, antes, eles podiam ficar a tôa com seus colegas e chegar em casa as 11 da noite e ninguém diria uma palavra. Após o casamento, eles devem estar em casa às 7 da noite, senão, mais cedo.

Enquanto casamento vem com responsabilidades e um horário mais apertado, os benefícios também estão lá. Leva tempo e paciência para notar que no final os benefícios (ex. parceiro para a vida, filhos, etc) são maiores do que as restrições.

9. Amigos e atividades Islâmicas

Amigos são uma alegria e um bom amigo é alguém que você quer estar próximo para o resto da sua vida.

Mas amigos são também muitas vezes a fonte de muitos conflitos no casamento. Muito tempo gasto com amigos, sendo fora de casa ou ao telefone, significa tempo perdido com o marido ou a esposa.

Também, amigos, especialemente se eles não tem a mesma idades que você, podem dar aconselhamentos errôneos sobre casamento, devido a sua própria inexperiencia nesta área.

Algumas soluções possíveis para o dilema dos amigos podem ser:

– separar um “tempo para os amigos” uma vez por semana, quando o marido e a esposa conversam com os amigos ou se encontram com os amigos, privadamente;
– desenvolver amizades com outros casais para que os maridos e as esposas sejam amigos entre si.

Muito foco em atividades Islâmicas fora de casa tira o tempo do conjuge. Dê a devida importância às atividades Islâmicas, mas balanceadamente com os direitos de todos, inclusive do seu esposo/esposa.

10. Não guardar segredos

Um número de jovens casais notóriamente não mantém segredos, especialmente relacionados com assuntos sexuais, e expõe as falhas de seu parceiro. Isto não é somente inaceitável, como também não é Islâmico.

Os casais devem tentar esconder as falhas de seus parceiros. Eles devem buscar aconselhamento sobre os problemas de casamento com um “mentor”, alguém que seja mais velho, confiável e sábio e que tenha o melhor dos interesses para ambos os partidos em seu coração.

11. Finanças

Quanto deve ser gasto em mobília, casa, comida, etc. Estes são assuntos de qualquer casa e podem levar a um pé de guerra entre marido e esposa.

Para manter os gastos sob atenção, maridos e esposas devem traças um orçamento e permanecer nele. A casa será administrada de forma mais eficiente e isto se torna uma fonte a menos de conflito no casamento.

Uma nota especial para os maridos: no começo de um casamento, os maridos tem a tendencia de cobrirem suas esposas com muitos presentes. Eles o fazem como uma expressão de amor e porque eles querem prover para suas esposas. Entretanto, conforme o tempo passa e eles continuam dando, eles entram no vermelho ou experimentam dificuldades financeiras. Alem disto, as esposas se acostumam com um certo nível de conforto o qual os esposos não podem mais bancar.

Provêr para uma esposa (e mais tarde, uma família) não se reserva apenas as coisas materiais. Isto inclue passar tempo com ela, e tratá-la com igualdade e bondade. Na verdade, a maioria das esposas preferem isto do que presentes caros.

12. Dar espaço um ao outro

Muitos casais pensam que estar casado significa estar sempre juntos e servindo um ao outro.

Esposas podem inicialmente tomar todas as tarefas domésticas para si, e não deixar o marido ajudar ou mesmo fazer suas próprias coisas (ex. passar suas próprias roupas). Mais tarde elas se arrependem disto, pois as responsabilidades aumentam e seus maridos se tornam dependentes dela para as menores coisas.

Maridos podem pensar que casar-se significa estar com as esposas o tempo todo. Isto mais tarde os leva a se tornarem irritadiços e mal – humorados.

A chave é se focar em ser carinhoso, amigável e aceitar um ao outro, dando um ao outro espaço suficiente. Fazendo isto proverá o equilibrio necessario no relacionamento que é tão proximo fisicamente quanto emocionalmente.

Adaptado de Soundvision, http://www.soundvision.com/Info/marriage/survivalguide.asp
Traduzido por Danielle Aisha

FONTE

Maa Salama!

Anúncios