Tags

,

Salam!!

Hoje trago mais um texto sobre a questão do hijab.O texto não é muito grande,e para quem ter dúvida sobre a vestimenta das muçulmanas,é muito bom.

A Questão do Hijab: Repressão ou Libertação?

Por: Mary C. Ali

“Por que as muçulmanas devem cobrir a cabeça?” Esta é uma pergunta que é feita tanto por muçulmanos como por não muçulmanos. Para muitas mulheres é a prova mais verdadeira de sua condição de muçulmanas. A resposta a esta questão é muito simples – As muçulmanas respeitam o uso do HIJAB (cobrir a cabeça e o corpo) porque assim Deus ordenou:

“Ó Profeta, dize a tuas esposas, tuas filhas e às mulheres dos fiéis que (quando saírem) se cubram com as suas mantas; isso é mais conveniente, para que se distingam das demais e não sejam molestadas …” (Alcorão Sagrado 33:59)


“Queremos que os homens parem de nos tratar como objetos sexuais, como sempre fizeram. Queremos que eles ignorem nossa aparência e se sintam atraídos por nossa personalidade e espírito. Queremos que eles nos levem a sério e que nos tratem como iguais e que não nos persigam por causa de nossos corpos ou aparência.”
Uma muçulmana que cobre a cabeça declara sua identidade. Quem quer que a veja saberá que ela é uma muçulmana e que tem caráter moral. Muitas muçulmanas que se cobrem estão plenas de dignidade e de auto-estima, gostam de ser identificadas como uma muçulmana. Como uma mulher pura, modesta e casta, ela não deseja que sua sexualidade interaja com os homens, por menor que seja essa interação. Uma mulher que se cobre oculta sua sexualidade, sem prejuízo de sua feminilidade.
Durante séculos, a questão do hijab para as muçulmanas foi sempre controversa e, provalvamente, continuará sendo. Alguns exegetas pensam que o assunto não está aberto para discussões e defendem que o rosto deve ser coberto, enquanto a maioria é de opinião que isto não é exigido. Uma posição intermediária é aquela adotada pelos que dizem que as instruções são vagas e sujeitas ao arbítrio individual, dependendo da situação. As esposas do Profeta Muhammad (que a Paz e a Bênção de Deus esteja sobre ele); receberam a ordem de cobrir o rosto para que os homens não pensassem nelas em termos sexuais, uma vez que elas eram as “Mães dos Crentes”, mas esta exigência não foi estendida às outras mulheres.

A palavra “hijab” vem do árabe “hajaba” e significa ocultar do olhar, ou esconder. No contexto atual, hijab é a modéstia cobrindo a Muitas vezes nos esquecemos de que a roupa ocidental moderna é uma invenção recente. Se olharmos para as roupas das mulheres de 70 anos atrás, veremos que elas eram muito semelhantes ao hijab. Essas mulheres ativas e trabalhadoras do ocidente não se sentiam reprimidas com suas vestimentas que consistiam de vestidos longos e de vários tipos de chapéus cobrindo a cabeça.

A muçulmana que veste o hijab não sente que ele seja desconfortável ou que interfira em quaisquer de suas atividades. O hijab é muito mais do que uma vestimenta. É todo um comportamento, modos, fala e presença em público. A roupa é apenas uma parte do ser total. A exigência básica da roupa da muçulmana se aplica à forma de vestir dos homens, com pequenas diferenças.

A modéstia exige que a região entre o umbigo e os joelhos se apresente coberta quando na frente das pessoas, com exceção da esposa. A roupa do homem não deve ser como a roupa das mulheres nem deve ser apertada ou provocativa. O muçulmano veste-se para mostrar sua identidade como muçulmano. Os homens não devem usar ouro ou vestir seda.

Contudo, tanto o ouro como a seda são permitidos para as mulheres. Os requisitos da vestimenta de homens e mulheres não significam restrição e sim um meio pelo qual a sociedade se comporta adequadamente, de forma islâmica.

TRADUÇÃO: Halima Umm Hisham – http://diariodehalima.wordpress.com/

Eu uso Hijab(comunidade do orkut de onde o texto foi tirado) – http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=8987974

Espero que tenham gostado!

Maa Salama!

Anúncios