Tags

,

Salam!!

Aqui trago um texto que vai abordar sobre a sexualidade no Islam,e mostrar que ao contrário do que muitos pensam,não é um tabu.

Sexualidade

Os esposos tem a responsabilidade de satisfazer suas necessidades sexuais entre si e não deve existir nenhuma relação extramatrimonial. O adultério e a fornicação não só são pecados sérios como também, perante a lei islâmica, um delito grave. A razão desta proibição é óbvia: a destruição da família como resultado do comportamento irresponsável do adúltero.

O Profeta (saws) desaconcelhou tudo o que pudesse lever a promiscuidade, dizendo: “A fornicação dos olhos e o olhar, a da língua e a palavra e a do pé e dirigir-se ao que Allah proibiu. » (Abu Daud 2152)

Vamos comecar falando sobre a noite de núpcias :

Sunnah na noite de núpcias :

É recomendável rezar duas rak’ah [unidade individual da Salah (oracao) composta pela leitura de Al Fathah de pé, uma inclinação e duas prostrações] juntos em sua noite de núpcias.

Quando Abu Sa’id (ra) contraiu matrimônio, Ibn Mas’ud, Abu Dharr e Hudhaifah (ra) le dsseram : « Quando você e sua esposa estiverem a sós orem duas rak’ah juntos, logo depois disso peça a Allah que te agracie com o melhor dela e te proteja do mal que possa haver em sua alma. (Ibn Abi Shaibah)

O marido deve, no momento de consumar o matrimônio colocar a mão sobre a frente de vossa esposa, mencionar o nome de Allah, e dizer : « Oh Allah ! Peço que me agracie com o bem que há nela, e com as virtudes que há dotado ; e me refúgio em Ti do mal que houver nela e de suas mas inclinações. » (Abu Daud 2/248, Ibn Majah 1/617)

Também é recomendável dizer antes de iniciar a relação sexual : « Em nome de Allah, Oh Senhor! Aparta o Satanas de nos e aparta-o de quanto nos conceda .» (Bukhari 6/141), (Muslim 2/1028) .[Ou seja, aparta-o de nosso filho se for produto desta relação].

Bismillah, Allahuma jannibnash shaitan, wa jannibish shaitana ma razaqtana.

Como deve ser a relação marital ?

A relação sexual e permitida em qualquer posição, sempre e quando a penetração se realize por via vaginal. A respeito Allah disse :

« Vossas mulheres são, para vós, como campo lavrado. Entao, achegai-vos a vosso campo lavrado, como e quando quiserdes. » (2 :223)

O Profeta (saws) disse : « De frente ou de espalda, sempre que seja pela vagina .» (Bukhari 6/141, Muslim 2/1028)
Ibn Abbas (ra) relatou que os Ansar [Socorredores. Habitantes de Medina que responderam ao chamado do Profeta (saws) e o auxiliaram] que anteriormente haviam sido politeístas e convivido com os judeus, só mantinham relações sexuais com suas esposas somente de frente como faziam os judeus, diferente dos muçulmanos da cidade de Mekka que desfrutavam com suas mulheres de frente e de espaldas. Quando esses emigraram para Medina, um deles teve problemas ao contrair matrimônio com uma muçulmana dos Ansar, porque esta se negava a ter relações em outra posição. Quando esta disputa foi transmitida ao Profeta (saws), Allah lhe revelou o versículo antes mencionado.

E recomendável realizar o Udu’ logo depois da rela

E aconselhável não dormir logo de ter relações sexuais ate realizar o udu’ (Ablucao menor : Banho que deve ser realizado antes da Salah ou ler o Al Qur’an). Ayshah (ra) narrou : « Sempre que o Profeta (saws) desejava comer ou dormir, logo depois de haver mantido relações sexuais e antes de realizar o ghusul, (Ablucao maior : Lavando totalmente o corpo. Purificação ritual que se deve fazer em certas circunstâncias para poder realizar alguns atos de adoracao, tais como a Salah.) lavava suas partes pudentas e realizava o udu’. » (Bukhari 288)

Em uma oportunidade, Ibn Omar (ra) perguntou ao Profeta (saws) : Oh Menssageiro de Allah ! Podemos ir dormir em estado de janaba ? (Estado maior de impureza ritual que requer o banho completo : ghusul). E o Profeta (saws) respondeu : « Sim, logo depois de realizar o udu’. » (Bukhari 289)

E em outra versao : « Sim, e realiza o udu’ se não o deseja .”

O udu’ neste caso não e obrigatorio, mas muito recomendável.
Relatou Ammar Ibn Iasir (ra) que o Profeta (saws) disse: “ Há três pessoas a quem os anjos jamais se aproximam : O cadáver de um incrédulo, o homem que usa perfume de mulher e quem houver mantido relações sexuais ate que tenha realizado o udu’. » (Abu Daud 4174)

Também é recomendável que quem haja mantido relações e quer ter uma continuação, realize o udu’. O Profeta (saws) disse : « Quando um de vós manter uma relação com sua esposa e deseja ter outra seguidamente, que realize o udu’ entre ambas. » (Muslim 308)

Em outra narração : « …que realize o udu’ porque isto o revigorizara. »

E permissível banhar-se juntos

E totalmente permissível para o casal banhar-se juntos, ao mesmo tempo que ambos observam um ao outro suas partes íntimas.
Narrou Ayshah (ra) : « Banhava-me com o Profeta com um só recipiente de água que se encontrava entre ambos, de tal maneira que nossas mãos chocavam se dentro dele. Ele competia comigo, por que eu lhe dizia : Deixe algo para mim ! Deixa algo para mim ! E ambos nos encontrava-mos em estado de janaba. » (Muslim 321)

Relatou Mu’auiah Ibn Haida (ra) que lhe perguntou o mensageiro de Allah (saws) : « Perante quem e permitido desnudar-nos ? » O Profeta (saws) respondeu : « Somente pode se desvestir perante tua esposa. » E perguntou : « Oh Menssageiro de Allah ! Que acontece se outros parentes vivem conosco ? O Profeta (saws) respondeu : « Deve se assegurar que ninguém te veja nu . » Disse : Oh Menssageiro de Allah ! E quando me encontro só ? » Respondeu (saws) : « Allah e mais digno de teu pudor que as pessoas. »

A proibição durante a menstruação

Allah proibiu as relações sexuais durante o período menstrual. Disse no Qur’an Karim :

« E perguntam-te pelo menstruo. Dize : « E moléstia ». Entao, apartai-vos das mulheres, durante o menstruo, e não vos unais a elas, até se purificarem. E, quando se houverem purificado, achegai-vos a elas por onde Allah vos ordenou. Por certo, Allah ama os que se voltam para Ele, arrependidos, e ama os purificados. » (2 :222)

O Menssageiro de Allah (saws) também proibiu de maneira explícita. Em algumas ocasiões disse : « Quem manter relações sexuais durante o período menstrual, ou penetrar sua mulher por via anal, ou consultar um adivinho e crer no que ele disse, havera negado tudo o que foi revelado a Muhammad. » (Ibn Majah)

Narrou Annas Ibn Malik (ra) : « Entre os judeus, quando suas mulheres estão em periodo menstrual, as expulsam de casa, não comiam nem dormiam com elas. Ao perguntar ao Profeta (saws) sobre este contume, disse : « Convive normalmente com elas, e disfrute de tudo {referindo-se ao comportamento sexual}, exceto a penetração ». (Abu Daud 255)

Qualquer um que for surpreendido por esse desejo e manter relações sexuais durante o período menstrual deve expiar esta falta com sincero arrependimento e realizar uma caridade equivalente a 4,25 ou 2,125 gramas de ouro.

Narrou Abdullah Ibn Abbas (ra) que o Profeta (saws) disse a uma pessoa que havia mantido relações sexuais com sua esposa durante o período menstrual : « Oferece a alguem um médio dinar em caridade. » (Tirmidhi 135)

O permissível durante o periodo menstrual

Esta permitido tudo o que o parceiro deseja fazer para disfrutar um ao outro exceto a penetração e o contato direto das partes intimas.

Disse o Menssageiro de Allah (saws) : “…disfrute de tudo (referindo-se ao comportamento sexual) exceto a penetração.” (Abu Daud 67/1)

Também relatou Ayshah (ra): “ Quando me encontrava no período, o Profeta me pedia para me cubrir da cintura ate as coxas com uma tela, de tal maneira que podia então encostar-se e desfrutar comigo.” (Bukhari 300)

Quando e permissível renovar as relações sexuais

E permitido renovar as relações quando o fluido de sangue haja terminado totalmente e que a mulher livre-se de todo resto de sangue. E recomendável que previamente a mulher realize o ghusul, ou o udu’.

Disse Allah no Qur’an :

«. E, quando se houverem purificado, achegai-vos a elas por onde Allah vos ordenou. Por certo, Allah ama os que se voltam para Ele, arrependidos, e ama os purificados. » (2 :222)

A proibição da sodomia

Allah disse :

« Vossas mulheres são, para vos, como campo lavrado. Entao, chegai-vos a vosso campo lavrado, como e quando quiserdes. » (2 :223)

O campo lavrado e uma metáfora que alude ao lugar onde o feto cresce e se desenvolve, ou seja, o útero, e nao o ânus, sendo que nao é lugar para a fertilidade da mulher.

Narrou Khuzaima Ibn Zabit (ra) : « Um homem perguntou ao Profeta (saws) sobre penetrar em sua mulher de espaldas, e ele respondeu : « E lícito ». E quando o homem deu meia volta para partir, o Profeta (saws) o chamou e lhe perguntou : « O que disse ? A qual via se referia ? Se o que quis dizer foi de espaldas e por sua vagina, entao sim, é lícito. Mas se o que quis dizer foi de espaldas e por via anal, então não, não é lícito. Por certo Allah não se envergonha da verdade ! Não penetreis a vossas esposas por via anal ! » (Ibn Majah 1924)

Também disse o Profeta (saws) : Allah não olhara a quem penetre a sua esposa pelo ânus. » (Ibn Majah 1923)

Métodos contraceptivos

Sem dúvida que o Islam há informado aos muçulmanos o conceito de família numerosa, e há abençoado a chegada de filhos, homens e mulheres, mas também há permitido o planejamento familiar.

Esta permitido recorrer a alguns métodos contraceptivos, sempre que exista alguma causa que leve ao casal a considerer esta medida, e a mesma seja tomada de comum acordo.

O Menssageiro de Allah (saws) autorizou a seus companheiros a realizar o coitus interruptus.

Relatou Jaber (ra) : « Realizavamos o coitus interruptus em vida do Menssageiro de Allah, enquanto o Qur’an era revelado, e Allah não o proibiu. » (Ibn Majah 1927)

Os sábios mencionam as causas que permitem o uso desses métodos :

1-Quando a gravidez ou o parto põe em risco a vida ou a saúde da mãe.

Disse Allah :

« E não se autodestruiras ».

Disse também :

« Nao mantém uns aos outros. Allah e Misericordioso com vos ». (4 :29)

2-Ante o temor de que uma nova gravidez prejudique a um filho que está sendo amamentado.

O Mensssageiro de Allah (saws) considerou a gravidez da mulher que amamenta como uma traição, ja que uma nova gravidez interromperia a lactação do bebê, expondo a possíveis enfermidades por falta de defesa que somente o leite materno prove.

Encontramos na atualidade métodos que impedem a gravidez evitando assim os objetivos que propôs o Menssageiro de Allah (saws) : Proteger o bebê que se amamenta sem prejudicar a vida sexual do casal.

Métodos de controle de natalidade

Os métodos de controle de natalidade disponíveis hoje não são em sua totalidades ilícitos, por que é obrigação saber a opinião do Islam de cada método.

Planejamento familiar natural

O planejamento familiar natural, antes chamada método de ritmo, ou metodo de Biling, se baseia na abstinência de contato sexual durante os dias férteis da mulher. Sua eficácia depende da exatidao do cálculo dos momentos em que ovula a mulher, e dizer seu ritmo. O cálculo se efetua controlando as mudanças de temperatura corporal da mulher para conhecer o momento da ovulação, ou identificando as mudancas da mucosidade cervical que indicam a ovulação, ou ambos.

Este método considerando a possibilidade de ser homologado o coitus interruptus se considera lícito.

Métodos de barreira

Os métodos de barreira na mulher consistem em um bloqueio do útero para impedir a entrada de esperma. O mais eficaz e o diafragma. Este dispositivo está livre de efeitos colaterais.

No homem o metodo conhecido e o preservativo, que nao necessita supervisão médica e não tem efeitos colaterais.

Ambos os métodos se consideram homologos ao que se sabe que os companheiros do Profeta (saws) usavam, e portanto nao sao ilícitos.

O DIU

O dspositivo intrauterino, o DIU e um pequeno pedaço de plástico e metal que se coloca no útero.

Este dispositivo gera um conflito na hora de estabelecer sua legitimidade do uso que o Islam considera sagrado, a vida desde o momento da concepção.

Se o mesmo e abortivo (interfere a implantação do óvulo fecundado as paredes do útero), então é ilícito, caso contrário (se ao impedir a implantação do óvulo, por sua vez impede a fecundação), e ilícito.

Métodos químicos

Os contraceptivos orais como a pílula são substâncias químicas que funcionam alterando o modelo hormonal normal da mulher para que não se produza a ovulação. A pílula durante muitos anos foi a forma mais popular de controle de natalidade.

Este metodo pode ser utilizado com duas condições essenciais : a primeira, mencionada com antecedência, e mútuo acordo, e a segunda e que a mulher que ingerir não encontre efeitos colaterais prejudiciais para sua saúde.

Esterilização cirúrgica

Outra forma de controle de natalidade é a esterilização cirurgia. Na mulher isso se efetua cortando e ligando as trompas de Falopio, os condutos que levam o óvulo do ovário ao útero. Esta operação se chama ligadura de trompas. No homem, a esterilização se leva cortando os dois condutores deferentes que levam o esperma dos testículos ao pênis. Este procedimento se chama vasectomia.

Ambos procedimentos se consideram ilícitos em primeira instância, salvo que exista uma necessidade medica.

O homossexualismo

O Islam proibe a pratica da homossexualidade seja entre homens ou mulheres, e a considera pecado grave.

Disse Allah no Qur’an :

« E Lot, quando disse a seu povo : « Vós vos achegais a obscenidade, em que ninguém, nos mundos, se vos antecipou ? « Por certo, vós vos achegais aos homens (Alusão as praticas homossexuais, disseminadas entre o povo de Lot), por lascivia ao invés de as mulheres. Sois aliás, um povo entregue a excessos. » (7 :80, 81)

« Vós vos achegais aos varões deste mundo ? »
« E deixais vossas mulheres, que vosso Senhor criou para vós ? Mas, sois um povo agressor. » (26 :165, 166)

« E lembra-lhes de Lot, quando disse a seu povo : « Vós vos achegais a obscenidade, enquanto a enxergais claramente ? »
« Por certo, vós vos achegais aos homens, por lascivia, em vez de as mulheres ! Aliás, sois um povo ignorante. » (27 :54, 55)

Estes versículos se referem a sociedade do Profeta Lot (as) a quem Allah enviou para que advertisse a seu povo sobre seu errôneo proceder, mas eles ignoraram tais advertências, e como consequência Allah ordenou a Lot (as) que abandonara a cidade junto com sua família, e logo o povo de Sodoma foi destruído em sua totalidade por causa de sua incredulidade e da pratica da homossexualidade.

O Islam proibe as práticas homossexuais, mas não busca perseguir aqueles com tais inclinações, somente recomenda a quem sinta esse tipo de desejo que tomem como uma infermidade e um desvio, e busquem a ajuda de um guia espiritual ou de um profissional, para poder assim controlar e curar ditas inclinações.

A proibição de difundir segredos de alcova (segredos entre 4 paredes)

E proibido aos esposos difundir qualquer segredo de alcova, ou fazer comentarias descriptivos sobre suas relações a quem for.

Disse o Menssageiro de Allah (saws) a respeito : « Entre as piores pessoas para Allah no Dia do Juízo estará o homem que depois de manter relações sexuais com sua esposa divulga segredos. » (Muslim 1437)

O aborto

Toda vida humana é sagrada no Islam, desde a concepção ate a morte. Só Allah é Quem pode determinar quando a vida deve começar e quando terminar.

Nossos corpos pertencem ao Criador, e nem homens nem mulheres tem o direito de maltratá-los.

O suicídio, a eutanásia (« suicidio assistido » ou « morte misericordiosa ») e o aborto são proibidos no Islam.

Nao existem no Qur’an nem na Sunnah do Profeta (saws) referências que indiquem a legalidade do aborto. Pelo contrário, encontramos versículos que claramente condenam o assassinato de bebês, crianças, homens e mulheres.

« … E não mateis vossos filhos, com receio da indigência : Nós vos damos sustento, e a eles. » (6 :151)

« E nao mateis vossos filhos, com receio da indigência : « Nos lhe damos sustento, e a vos. Por certo, seu morticínio e grande erro. » (17 :31)

« … quem mata uma pessoa, sem que está haja matado outra ou semeado corrupção na terra, sera como se matasse todos os homens. » (5 :32)

O Islam ordena que ao conceber a gravidez este seja sustentado durante toda sua gestação. Cada concepção é legítima e cada gravidez é desejada; não existe o chamado « gravidez não desejada ». Cada filho é considerado um presente de Allah.

No Islam todo embrião possui os seguintes direitos :

• O direito a vida desde a concepção.

• O direito a uma boa nutrição.

• O direito a não sofrer danos (por cigarro, bebidas alcoólicas, drogas, ou qualquer substância perigosa).

• O direito a pertencer a uma família.

• O direito de herdar de seus parentes de acordo com a legislação Islâmica.

• O direito a receber ajuda de qualquer pessoa fora de sua família.

Todos esses direitos foram estabelecidos pelo Islam para as crianças há mais de mil e quatrocentos anos.

Ibn Taimiah, um dos grandes sábios do Islam, disse : « E o consenso geral dos eruditos [fuqaha] que o aborto é proibido ».
Al Ghazzali, outro grande sábio muçulmano, indicou que e um crime perturbar o desenvolver de um embrião.

Lamentavelmente o aborto é encoberto por baixos rotulos como :
« Saúde reprodutiva », ‘direitos reprodutivos », « Controle de fertlidade », « Controle de natalidade », e incluindo « Direitos humanos », em uma clara contradição com opostulado onde as Nações Unidas expressa em sua carta Universal de Declaracão dos Direitos Humanos que « Todo ser tem direito a vida ».
Os muçulmanos respeitam a decisão individual da mulher e seu parceiro, porém sentimos profundamente pelos pró-abortistas que se escondem atras « Dos Direitos da Mulher » e « Do Planejamento Familiar » para promover o aborto !

Para a mulher, o aborto nunca é « seguro », porque além de assassinar o feto, causa muitos danos fiscos e psicológicos como : a sindrome pos-parto, depressão, esterilidade, infecções, câncer, incluindo o frequente número de casos de morte ou suicídio.

Fonte (Livro) : Aspectos da vida matrimonial no Islam
Autor :Muhammad Garcia
Editora : Islamic Internacional Publishing House (IIPH)

O texto ficou um pouco grande,mas estás bem explicativo.

Eu o tirei daqui:http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=8987974

Tradução:http://diariodehalima.wordpress.com/ – Halima

Maa Salama!





Anúncios