Tags

Salam!!

Fiquem com um texto que diz as 10 coisas que anulam a fé islâmica

10 coisas que anulam a fé islâmica

Todo louvor é devido a Deus, o Senhor dos mundos. Que a paz e as bênçãos estejam com o Último Mensageiro de Deus, e sobre todos aqueles que o seguem até o Último Dia. Prosseguindo, irmãos e irmãs muçulmanos, é preciso que saibam que existem questões que anulam o seu Islam. Por favor, prestem atenção a elas:

1. Atribuir parceiros a Deus (shirk). Diz Deus, o Altíssimo:

“A quem atribuir parceiros a Deus, ser-lhe-á vedada a entrada no Paraíso e sua morada será o fogo infernal! Os iníquos jamais terão socorredores.” (5:72)

São formas de shirk invocar os mortos, pedir-lhes ajuda, oferecer presentes ou sacrifícios.

2. Criar intermediários entre a pessoa e Deus, suplicar a eles, pedir a intercessão deles junto a Deus e depositar neles a confiança, é infidelidade (kufr)

3. Pensar que os politeístas (mushrikin) não são descrentes, ou ter dúvida sobre a descrença deles, ou achar sua forma de vida correta. Aquele que assim age é um(a) descrente (kafir).

4. Quem acredita que qualquer outra orientação seja mais perfeita, ou qualquer decisão seja melhor do que as emanadas dos profetas, é um descrente. Isto se aplica àqueles que preferem as normas do Mal (Taghout) às dos profetas. Eis alguns exemplos:

a) Acreditar que os sistemas e leis feitos pelos seres humanos são melhores do que a shari’ah do Islam; por exemplo, achar que o sistema islâmico não é adequado para o século XX; acreditar que o Islam é a causa do atraso dos muçulmanos; ou que o Islam é uma relação entre Deus e o muçulmano e que não deve interferir em outros aspectos da vida.

b) Dizer que o cumprimento das punições prescritas por Deus, como, por exemplo, cortar a mão do ladrão ou o apedrejamento de um adúltero, não é adequado para os dias atuais.

c) Acreditar que é permissível baixar uma norma para as transações islâmicas ou matérias legais, punições e outras questões, que não tenha sido revelada por Deus. Ainda que a pessoa não acredite que essas coisas estejam acima da shari’ah, na verdade ela acaba por aceitar como permissível uma coisa que Deus proibiu totalmente, como o adultério, o álcool ou a usura. De acordo com o consenso muçulmano, aquele que afirma que tais coisas são permissíveis é um (kafir).

5. Aquele que não aceita qualquer parte do que o Mensageiro de Deus (SAW) tenha declarado lícito anula seu Islam, mesmo que aja em concordância com ele. Diz Deus, o Altíssimo:

“Isso, por terem recusado o que Deus revelou; então, Ele tornará as suas obras sem efeito.” (47:9)

6. Aquele que zomba de qualquer aspecto da religião do Mensageiro de Deus (SAW), ou de quaisquer de suas recompensas ou punições, torna-se um descrente. Diz Deus, o Altíssimo:

“Porém, se os interrogares, sem dúvida te dirão: Estávamos apenas falando e gracejando. Dize-lhes: Escarneceis, acaso, de Deus, de Seus versículos e de Seu Mensageiro? Não vos escuseis, porque renegastes, depois de terdes acreditado!” (9:65-66)

7. A prática da magia, aí incluído, por exemplo, provocar uma rixa entre marido e esposa, transformando o amor por ela em ódio, ou seduzir uma pessoa, através da magia negra, para fazer coisas de que ela não gosta. Aquele que se envolve com estas coisas ou que gosta delas está fora da comunidade do Islam. Diz Deus, o Altíssimo:

“Ambos (Harut e Marut) a ninguém instruíram, sem que dissessem: Somos tão-somente uma prova; não vos torneis incrédulos!”(2:102)

8. Apoiar ou ajudar politeístas contra os muçulmanos. Diz Deus, o Altíssimo:

“Porém, que dentre vós os tomar por confidentes, certamente será um deles; e Deus não encaminha os iníquos.” (5:51)

9. Aquele que acredita que algumas pessoas têm a permissão de se afastar da shari’ah de Mohammad (SAW) é um descrente. Diz Deus, o Altíssimo:

“E quem quer que almeje (impingir) outra religião, que não seja o Islam, (aquela) jamais será aceita e, no outro mundo, essa pessoa contar-se-á entre os desventurados.” (3:85)

10. Afastar-se completamente da religião de Deus, deixar de conhecer seus preceitos ou de agir de acordo com eles. Diz Deus, o Altíssimo:

“E haverá alguém mais iníquo do que quem, ao ser exortado com os versículos do seu Senhor, logo os desdenha? Sabei que Nós puniremos os pecadores.” (32:22)

E diz Deus, o Altíssimo:

“Aquele que não crê afasta-se daquilo do qual foi advertido.”

Não faz diferença se tais violações sejam cometidas como brincadeira, com seriedade ou isentas de medo, exceto quando praticadas sob coação (por exemplo, ameaça de perda da vida). Buscamos refúgio em Deus contra tais atos porque eles acarretam Sua ira e punições rigorosas.

University College London Islamic Society

Fonte:http://islam.com.br/

Maa Salama!

Anúncios