Tags

Salam!!

No último post eu falei sobre os pilares do Islam,agora vou falar sobre os pilares da fé,que são as coisas básicas que uma pessoas precisa acreditar para se tornar muçulmana.

1-A crença em Deus único

Um muçulmano deve crer em Deus acima de tudo.Crer que ele é o criador do universo e nós somos seus servos.Crer que ele é único que merece adoração,nada além dele deve ser adorado.Crer nos nomes e atributos que são dados a Ele no Alcorão e nos ditos do profeta Muhammad(que a paz e as benção de Allah estejam sobre ele).E principalmente crer que Deus é uno.

Um muçulmano acredita em Jesus(que a paz e as bençãos de Allah estejam sobre ele),mas não acredita que ele seja filho de Deus,ou seja Deus,assim como não acredita que nós somos filhos deles.Porque se temos um “pai” porque não temos uma “mãe”?Para o Islam,nós somos sua criação,que deve adorá-lo e amá-lo.Diz o Alcorão:

“Ó adeptos do Livro,não exagerais em vossa religião e não digais de Deus senão a verdade.O Messias,Jesus,filho de Maria,foi tão somente um mensageiro de Deus e Seu verbo,com qual Ele agraciou Maria,pôr intermédio do seu Espírito.Crede,pois,em Deus e em Seus Mensageiros e não digais:Trindade!Abstende-vos disso,que será melhor para vós;sabei que Deus é Uno.Glorificado Seja!Longe está a hipótese de ter Tido um filho A Ele pertence tudo quanto a nos céus e na Terra,e Deus é mais do que suficiente Guardião.O Messias não desdenha ser um servo de Deus,assim como tampouco o fizeram os anjos próximos de Deus.Mas aqueles que desdenharam a Sua adoração e se ensoberbeceram,Ele os congregará todos ante Si.”[Alcorão Sagrado 4:171-172]

2-A Crença nos Anjos

Os anjos são,  seres criados por Allah a partir da luz. Não possuem livre arbítrio, dedicando-se apenas a obedecer a Deus e a louvar o seu nome.  O anjo mais famoso é Gabriel, que foi o intermediário entre Deus e o profeta.

Para além dos anjos, o islamismo reconhece a existência dos jinnis, espíritos que habitam o mundo natural e que podem influenciar os acontecimentos. Ao contrário dos anjos, os jinnis possuem vontade própria; alguns são bons, mas de uma forma geral são maus. Um desses espíritos maus é Iblis (Satanás), também ele um jinn, segundo a crença islâmica, que desobedeceu a Deus e dedica-se a praticar o mal.

3-A crença no Livros Sagrados

Allah por intermédio de seus mensageiros e revelou livros para ser usados como Guia,como:

*A Torá:revelada ao profeta Moisés(que a paz e as benção de Deus estejam sobre ele)

*Evangelho:revelado ao profeta Jesus(que a paz e as benção de Deus estejam sobre ele)

*Os Salmos:revelado a Davi( que a paz e as benção de Deus estejam sobre ele)

*Os Pergaminhos de Abraão(que a paz e as benção de Deus estejam sobre ele)

*Alcorão:revelado ao profeta Muhammad(que a paz e as benção de Deus estejam sobre ele),últimos dos profetas.

Os muçulmanos acreditam em todos esses livros porém o Alcorão é o mais completo e recente.Foi revelado em árabe e depois,nenhuma vírgula se modificou,permanecendo intacto.Os muçulmanos o memorizam e recitam.

4-A Crença nos Mensageiros

O islam ensina que Deus revelou a sua vontade à humanidade através de profetas.

Cada profeta foi encarregado de relembrar a uma comunidade a existência ou a unicidade de Deus, esquecida pelos homens. Para os muçulmanos, a lista dos profetas inclui Adão, Abraão, Moisés, Jesus  e Muhammad(que a paz e as benção de Deus estejam sobre eles), todos eles pertencentes a uma sucessão de homens guiados por Deus. Muhammad é visto como o Último Mensageiro, trazendo a mensagem final de Deus a toda a humanidade sob a forma do Alcorão, sendo por isso designado como o “Selo dos Profetas”. Quando Muhammad começou a revelar o Alcorão, ele não acreditou que isso teria proporções mundiais, mas sim que somente reforçaria a fé no Deus.

Esses profetas eram humanos mortais comuns, o Islam exige que o crente aceite todos os profetas, não fazendo distinção entre eles. No Alcorão, é feita menção a vinte e cinco profetas específicos.

5-A Crença no Diz do Juízo Final

Segundo as crenças islâmicas, o dia do Juízo Final (Yaum al-Qiyamah) é o momento em que cada ser humano será ressuscitado e julgado na presença de Deus pelas ações que praticou. Os seres humanos livres de pecado serão enviados diretamente para o Paraíso, enquanto que os pecadores devem permanecer algum tempo no Inferno, antes de poderem também entrar no Paraíso. As únicas pessoas que permanecerão para sempre no Inferno são os hipócritas religiosos, isto é, aqueles que se diziam muçulmanos, mas de fato nunca o foram.De acordo com o Alcorão, o mundo não acabará verdadeiramente, mas sofrerá antes uma alteração profunda.

6-A Crença na Predestinação

Os muçulmanos acreditam no qadar, uma palavra geralmente traduzida como “predestinação”, mas cujo sentido mais preciso é “medir” ou “decidir quantidade ou qualidade”. Uma vez que, para o islam, Deus foi o criador de tudo, incluindo dos seres humanos, e sendo uma das suas características a omnisciência, ele já sabia, quando procedeu à criação, as características que cada elemento da sua obra teria. Assim sendo, cada coisa que acontece a uma pessoa foi determinada por Deus. Essa crença não implica a rejeição do livre arbítrio, pois o ser humano foi criado por Deus com a faculdade da razão, pelo que pode escolher entre praticar ações positivas ou negativas.

Bom,por hoje é isso!Tenham um ótimo final de semana!

Anúncios